15 motivos para maratonar Segredos em Sulphur Springs

Foi por puro acaso, que tropecei em Segredos em Sulphur Springs, no catálogo do Disney+ semanas atrás. Sem grandes pretensões a produção infanto-juvenil surpreendeu e me prendeu em uma maratona inesperada. Logo, nada mais justo que passar a palavra da série para frente, oferecendo       motivos, para você também encarar a sessão.

Segredos em Sulphur Springs conta a história de Griffin (Preston Oliver) cuja família resolveu comprar e revitalizar um hotel abandonado na cidadezinha Sulphur Springs, Louisiana. O problema é que o local tem a má fama de ser assombrado pelo espírito de Savannah (Elle Graham), uma garota que desapareceu no local trinta anos atrás. Curiosos sobre o local, ele e sua nova amiga Harper (Kyliegh Curran) descobrem um portal que permite viajar no tempo, e quem sabe descobrir o mistério por trás do desaparecimento da garota. 

1- É para toda a família!

Sim, eu sei, soa bem clichê dizer isso. Mas, de fato, a série é "family friendly". Interessante o suficiente para capturar o interesse dos adultos e simples para que os pequenos acompanhem sem problemas. Não é sempre que encontramos um programa leve, divertido e inteligente para a família inteira assistir junta. 

2 - Tem mistério, fantasmas e viagem no tempo!

Sim, tudo aquilo que a gente ama. Tudo junto e misturado. O mistério do desaparecimento da garota movimenta a trama, a viagem no tempo permite que ela avance, e a parte sobrenatural torna tudo mais divertido. Mesmo depois, que a série dá explicações de ficção-cientifica para alguns mistérios, a trama sobrenatural continua, por outros caminhos.  

3 - Introdução de gêneros distintos para os pequenos

É uma trama de detetive, com fantasmas e viagem no tempo. Sim, a série está apresentado pelo menos três gêneros diferentes para a molecada. Mistério, terror e ficção-ciêntifica, além da aventura, tudo de forma simples e bem orgânica. Ensinando a molecada a gostar destes estilos desde cedo. E por falar em ensinar...


4 - Ensinando conceitos complexos 

Desde as própria viagem no tempo, passando por conceitos mais complexos como  efeito borboleta e a inevitabilidade do destino, a série explica um pouquinho de cada um deles. Nem sempre com estes nomes, ou grandes explicações, mas os conceitos estão presentes, e são facilmente assimilados pelo público mirim, e tornam a ficção-cientifica mais coerente. O que nos leva ao próximo item. 

5 - As regras da viagem no tempo

Que atire a primeira pedra quem nunca viu uma produção que se enrolou na hora de usar conceitos de viagem no tempo. Segredos em Sulphur Springs, consegue estabelecer suas regras, e cumpri-las de forma eficiente. Mesmo aquelas que parecem mera conveniência de roteiro, como a dupla de protagonistas voltar exatamente para o período do misterioso desaparecimento, logo ganham explicações plausíveis para acontecerem.

6 - Resolvendo o quebra-cabeças

Sim, o roteiro consegue distribuir bem as pistas, de forma a nos convidar o espectador a montar o quebra-cabeças junto com os personagens. Isso vale para crianças e adultos. Não se espante ao se perceber especulando sobre o mistério entre um episódio e outro. 


7 - Temas mais sérios

Apesar de ser feito para o público jovem, a produção não se priva de trazer alguns elementos mais sérios como o luto e o racismo. Mesmo de forma mais simples, como no caso do racismo que é apenas indicado em certo momento da história. Não é o centro da atenção, mas o programa admite que o problema existe. 

8 - Bom elenco mirim

A dupla de protagonistas, é carismática e consegue carregar a trama com facilidade. O  mesmo vale intérprete de Savanah, Elle Graham que tem séries como The Walking Dead e Stranger Things no currículo. Preston Oliver que vive Griffin já deu as caras em This Is Us, enquanto Kyliegh Curran teve seu papel de mais destaque em Doutor Sono


9 - É bem curtinha, e não enrola

10 - São 11 episódios com cerca de 20 minutos cada, da para assistir tudo em uma tarde. Os dez primeiros episódios encerram o mistério de Savanah, o último traz a introdução da próxima aventura.

11 - Tem temporada nova garantida!

Não é atoa que o último episódio da primeira temporada, introduza um novo arco, Segredos Em Sulphur Springs já foi renovada para a segunda temporada.

12 - Mais mistérios à frente

Apesar de encerrar o arco do desaparecimento de Savanah, a série ainda tem muito material para trabalhar. Além da nova aventura apresentada no episódio final, existe ainda o grande mistério sobre o bunker que possibilita a viagem no tempo.


13 - Não precisa assistir em maratona

Eu sei que esta é a indicação aqui, mas você não precisa assistir em maratona se não quiser. De fato, nos Estados Unidos, a série foi exibida semanalmente no Disney Channel. Para ajudar quem quer assistir aos poucos, tem um resumo do que aconteceu anteriormente antes de cada episódio. Além da prévia do que estar por vir ao final de cada capítulo. 

14 - É exclusiva do Disney+

Pelo menos para nós! Esta é a primeira série live-action do Disney Channel a não ir ao ar no canal fora dos Estados Unidos. Para todos os outros países do mundo ela é exclusiva para o streaming. 

15 - Agora algumas curiosidades para fechar a lista!

Todos os títulos originais dos capítulos (em inglês) tem a palavra "tempo". Em português apenas o piloto e o episódio final fogem à essa regra.

A série realmente foi gravada na Lousiana, na cidade de Nova Orleans. Já a cidade de Sulphur Springs é totalmente fictícia. 

Apesar da cidade onde se passa a série ser fictícia, Louisiana realmente tinha um resort chamado White Sulphur Springs.  local está localizado a cerca de 16 quilômetros a sudoeste da cidade de Jena, na paróquia de LaSalle, e está no Registro Nacional de Locais Históricos. O resort, construído em meados de 1800, era muito popular antes da Guerra Civil. Durante a Reconstrução, entrou em declínio e finalmente fechou em 1911.

A primeira temporada estava na metade das gravações quando a pandemia da Covid-19 explodiu, e a produção teve que ser interrompida em fevereiro de 2020. Foi em outubro do mesmo ano que eles puderam finalizar as gravações. Pausas em produções com crianças são sempre um risco à continuidade, já que a molecada pode crescer muito nesse período. Felizmente aqui deu certo! 

Tem crítica da primeira temporada de Segredos em Sulphur Springs aqui no blog.

E aí? Vai encarar a maratona? Chama a molecada, o mozão, pega umas guloseimas e senta no sofá para curtir.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem