Oscar 2020

Caro cinéfilo, você vai se lembrar para sempre do Oscar 2020, e de seus vencedores. E vai lembrar por um excelente motivo, não por casos bizarros como o "Moonlight/La La Land", ou porque quebrou todos os bolões, ao mesmo tempo que teve barbadas certeiras. Mas estou me adiantando, bora para meus tradicionais humildes, e nada ortodoxos pitacos sobre o Oscar. Desta vez completamente através de gifs, por nenhum motivo aparente.

E a 92ª edição da cerimônia continua com as estranhas, porém aparentemente acertadas mudanças feitas no ano anterior, a ausência de um apresentador e os números musicais aleatórios. O da Janelle Monáe que abriu a cerimônia bem que podia virar tradição. Com bailarinos caracterizados como personagens de Midsomar, Nós e Meu Nome é Dolemite, parecia uma ode aos bons filmes esnobados esse ano (também tinha figurino de Adoráveis Mulheres, Coringa e Jojo Rabbit nesse meio).


Nova meta de vida, arrumar uma "BFF" que te apoia como a Margot apoia Charlize ao ficar sem graça por ser ostensivamente elogiada por seus colegas de O Escândalo que levaram o prêmio de maquiagem.



Outra meta de vida, não deixe os haters te impedirem de curtir a festa. Kelly Marie Tran tava lá se divertindo horrores e dando um tapa na cara dos xenofóbicos, machistas e simpatizantes do clubinho do mal....


...afinal era o ano dos asiáticos marcarem presença né? Sandra Oh aprovou e muito os prêmios de Parasita.


Quem também não tinha escutado a trilha de Harriet, e não conhecia a Cynthia Erivo, e agora só consegue pensar: onde eu vejo o filme dessa diva?


Falando em números musicais, eu sei que foi apenas uma forma da Disney diferenciar e turbinar a apresentação de Into The Unkown de Frozen 2. Mas aquele montão de Elsas com vários idiomas divando no palco bem que poderia ser interpretado como um sinal da quebra de barreira linguística do vencedor da noite. Não acha? Só é uma pena que não tinha a Elsa Brasuca.


Já a aparição surpresa do Eminem, ainda não compreendemos. E o Oscars não tá nem aí para explicar. Ainda bem que teve quem curtiu bastante, outros nem tanto, e nós ganhamos gifs maravilhosos...


...Como a sonequinha do Scorcese...


... e a perplexidade e tédio de Idina e Billie respectivamente.


E por falar na Billie, não curti a versão da moça de Yesterday no "In Memórian", então nem vou gastar gif com isso.

Show de Sir Elton é sempre maravilhoso, mas bem que podiam ter chamado o injustiçado Taaron Eggerton para cantar junto.


A cada ano que passa Hollywood parece disposta a rir de si mesmo. Seus astros engajados em críticas e dar visibilidade a causas importantes. Tá bonito isso. Gif de Cats para ilustrar a parte do "rir de si mesma"...


... e do início do discurso conscientizador do Joaquim Phoenix!


Hora de parar de enrolar e exaltar a surpresa da noite: Parasita levando tudo e sendo ovacionado pela platéia. O Oscar, como o próprio Bong Joon-ho fez piada, é um "prêmio local". É uma premiação estadunidense, e não é novidade que eles tenham dificuldade de enxergar o resto do mundo. Com legendas então? Nunca. Por isso é tão incrível que esta excelente produção sul-coreana tenha quebrado esta barreira e tomado os EUA de assalto.

De volta ao prêmio, vamos começar com Jane Fonda, que levou seu casaquinho de "ser presa" para o palco, e repetiu orgulhosa um belo vestido que usou em 2014, e fez pausa dramática para para anunciar com gosto o melhor filme da noite.


Reveja a entrega do prêmio, e observe as estatuetas passando de mão em mão, para todo mundo sentir o gostinho. É equipe unida que chama, viu!


Gif obrigatório do Bong Joon-ho admirando seu troféu. Faríamos igualzinho, não é mesmo?


Tentaram encerrar a premiação antes do fim dos discursos de Parasita, mas se o Tom Hanks (e a Charlize) mandam subir o microfone e acender a luz, a Academia obedece!


Agora o balanço da premiação. No bolão, novamente errei um monte, mas pela primeira vez teria me saído muito melhor se tivesse votado nos meus favoritos. Quem também sentiu isso? Será que agora podemos votar com o coração, ou este ano vai ser uma exceção?. Pena que não deu para Klaus o Democracia em Vertigem de Petra Costa.  Ainda sim fizeram bonito.

O Oscar 2020 foi um tanto quanto curioso. Começou com cara de premiação de homens brancos, tentou diversificar nas apresentações, riu de se mesmo e terminou com uma noite histórica. A academia ainda tem muito o que mudar, é verdade, mas parece que estão no caminho!

Por último, mas não menos importante, Laura Deeeerrrnnn! Entendedores, entenderão, os demais clicarão aqui!



Oscar 2020 Oscar 2020 Reviewed by Fabiane Bastos on segunda-feira, fevereiro 10, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.