Feel the Beat


Garota ambiciosa do interior fracassa na cidade grande, se vê obrigada à descobrir novos rumos na cidadezinha onde nasceu, e claro, aprende o que realmente vale a pena no processo. A premissa da produção da Netflix estrelada por Sofia Carson, não é inédita, verdade. Entretanto, neste tipo de filme, carisma, diversão e jornada são o que realmente interessa.


April (Carson) comete um erro que arruína sua carreira de dançarina, e precisa voltar à sua cidade natal à contragosto. Quando descobre que o grupo de dança infantil da cidade vai participar de um concurso que tem como jurado um grande diretor da Broadway, aceita treinar as crianças apenas para ter a chance de salvar sua carreira.

Não é difícil adivinhar a jornada a partir daqui. A moça começa de má vontade, focada em si mesma, e após alguns desafios e tropeços, aprende a olhar para o próximo e ter empatia. São as particularidades da jornada que diferenciam as produções com essa premissa. Aqui focada no treinamento para competições no estilo Dance Moms, mas com carisma de Carson e das crianças que a cerca.

Ironicamente falta foco ao roteiro, que não decide se trabalha os dramas interpessoais ou os desafios físicos. Assim, quando podia investir das individualidades das crianças, e na forma de incorporar suas qualidades na dança, o filme perde tempo com problemas no telhado das aulas, falta de verba e pais que proíbem a dança. Problemas que são resolvidos da forma mais simples, duas cenas depois de apresentados.

Enquanto isso dramas mais complexos, tem pouco tempo para ser resolvidos. Desde as dificuldades das crianças, que teriam mais peso quando superadas com criatividade no palco, se melhor exploradas. Até os relacionamentos que a protagonista abandonou de forma fria, quando escolheu perseguir cegamente seu sonho.

Já as sequências de dança, poderiam ser melhor editadas. Os cortes e planos, não valorizam as coreografias, empolgam menos, mas não chegam a prejudicar. Particularmente, eu adoraria ver mai números - muitas etapas da competição aparecem apenas em uma montagem rápida -, mas aí acredito que seja questão de preferência mesmo.

Mas não se engane, eu me diverti assistindo Fell the Beat. Apesar das falhas citadas acima, o filme acerta no tom leve e divertido, conseguindo arrancar algumas boas gargalhadas. Além de carismática Sofia Carson, se empenha nas sequencias de dança, e o elenco mirim acompanha. E por falar nas crianças, tanto o elenco infantil, quanto o adulto entrega o que a produção pede e parece estar se divertindo no processo.

Feel the Beat, é mais uma aquisição do extenso catálogo de produções teens, que a Netflix está construindo. Não é a mais original, ou complexa, mas certamente é uma das mais divertidas. Descompromissada, para toda a família, não traz grandes novidades, mas vai fornecer boas horas de diversão. Sensação muito necessária nos dias de hoje.

Feel the Beat
2020 - EUA - 107min
Comédia, Drama

Feel the Beat Feel the Beat Reviewed by Fabiane Bastos on terça-feira, junho 23, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário:

Musicas

RESPONSIVE ADS HERE
Tecnologia do Blogger.