Jeremias - Pele - Ah! E por falar nisso...

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Jeremias - Pele

"Jeremias é o personagem negro da Turma da Mônica." Isto costumava a ser tudo que tínhamos a dizer sobre este personagem do universo de Maurício de Souza. Talvez os leitores mais dedicados ainda apontassem que ele é mais velho que a Mônica, regula idade com Franjinha, e por isso mais presente nas histórias que contavam com a parcela mais velha do grupo. Mas era só isso. Jeremias - Pele dá voz ao coadjuvante pela primeira vez, e escolhe um tema corajoso e adequado para isso.

Excelente aluno, cheio de amigos, pais dedicados... Jeremias tem uma infância feliz, até que começa a notar o preconceito por causa da cor de sua pele. Tanto o direto e intencional, quanto aquele tão arraigado na sociedade que muitos talvez nem entendam como tal.

Pele, no entanto, não é apenas sobre o racismo do dia-a-dia, mas as diferentes atitudes que assumimos ora para sobreviver, ora para combater. E principalmente a descoberta desta cruel realidade ainda na infância. E a importância de acreditar que você pode ser quem quiser, apesar disso.

Com traços que ressaltam as diferenças entre os diversos personagens, o romance gráfico de Rafael Calça e Jefferson Costa utiliza cores para representar o estado de espírito do protagonista. Alterando a temperatura de sua paleta composta de tons de verde, amarelo e roxo. 

O texto é simples e direto, afinal jeremias é uma criança. O que confere um realismo que chega a chocar em alguns momentos. "A realidade é essa, simples assim. Ainda não notou?"

Há também tempo para aparições discretas de outros personagens do Maurício para os leitores mais atentos. O uso de obras de arte que representam aspectos importantes da história e cultura negras. E a construção do visual e personalidade de Jeremias. Antes um mero coadjuvante bom de bola, agora descobrimos ser uma criança curiosa, inteligente e com grandes sonhos. Descobrimos até como conseguiu seu característico boné vermelho, aqui um símbolo importante de sua história e identidade.

Os tradicionais extras sobre o personagem título, a criação deste volume e seus autores, presentes em todas as Graphic MSP, encerram a edição. O texto da quarta capa é do rapper Emicida.

Jeremias - Pele quebra estereótipos logo em suas primeiras páginas, ao mostrar o protagonista e seus pais em uma situação de vida na qual negros não costumam ser representados na ficção. Depois vai além, ao trazer o complexo tema do preconceito estrutural de forma acessível para os jovens leitores, e relevante para os mais velhos. A 18ª Graphic MSP, começa a corrigir uma falha de representatividade da turminha, e mostrar que estes personagens podem sim abraçar temas mais políticos sem preder sua essência. Jeremias agora é um personagem que servirá de exemplo para muitas crianças.

Jeremias - Pele
Rafael Calça e Jefferson Calça
Panini Comics




Leia críticas de outras Graphic MSP

Nenhum comentário:

Post Top Ad