A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura

Achou o título da sequencia do filme estrelado pela Vanessa Hudgens na Netflix meio genérica e pouco explicativa? Surpreendentemente, o nome tanto em português como no original (The Princess Switch: Switched Again , algo como "trocadas novamente") reflete bem o que o filme entrega, um pouco mais do mesmo.

Dessa vez o foco da produção é a outrora duquesa Margareth (Vanessa Hudgens) que por um golpe do destino passou a ser a primeira na linha de sucessão de seu país, Montenaro, e está prestes a ser coroada. Para isso, abriu mão de seu romance com o plebeu estadunidense Nick (Nick Sagar), fato que sua amiga-sósia Stacy (Vanessa Hudgens) pretende corrigir. Ao mesmo tempo que a prima de Margareth, Fiona (outra Vanessa Hudgens), decide tirar vantagem da semelhança familiar.

E claro, tudo isso se passa no Natal, que segundo a Netflix é a data perfeita para coroações e casamentos. A produção gasta boa parte de seus primeiros minutos nestes reencontros e preparativos para as festas. Fazendo com que a trama de verdade, a nova troca de identidades, agora envolvendo três pessoas demore demais para acontecer, e seja resolvida de forma corrida.


A sensação é que a produção está mais preocupada dar ao espectador mais tempo de convivência com os personagens, do que de fato uma nova aventura. O que poderia funcionar, caso eles não fossem tão limitados e unidimensionais. O conflito não é tão complicado, e a solução está a um diálogo de distância. Enquanto para a protagonista do longa anterior Stacy, resta apenas um arco fraco de relacionamento conjugal, também à uma conversa de ser solucionado.

Vanessa Hudgens mantém o esforço para diferenciar as três personagens que vive. O resultado funciona, é caricato, cliché, mas no final das contas divertido. Talvez porque a própria atriz esteja se divertindo no processo, isso transparece na tela.

Os figurinos mantém o mesmo padrão genérico do primeiro longa, mas as produção encontra algumas belas locações. Enquanto o restante do elenco entrega o que é possível dentro das figuras caricatas que dá vida.


O primeiro filme apostava na familiaridade. Você já tinha visto aquele longa, seja como produção fofa natal, de troca de identidades, ou de alcançar a realeza instantânea. A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura é exatamente mais do mesmo. Promete e entrega mais algumas horas de entretenimento escapista na com Hudgens e companhia.

A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura (The Princess Switch: Switched Again)
2020 - EUA - 96min
Comédia romântica

Leia a crítica do primeiro A Princesa e a Plebéia

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.