O Mundo Sombrio de Sabrina - Um Conto de Inverno - Ah! E por falar nisso...

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

O Mundo Sombrio de Sabrina - Um Conto de Inverno

Passada o choque de descobrir que Salém não fala, e que magia não sai pelos dedos em forma de purpurina na nova versão de Sabrina na telinha, é hora de deixar as apresentações de lado e mergulhar de cabeça neste mundo sombrio. O momento escolhido são as celebrações do solstício de inverno, que coincide com as festividades natalinas dos mortais. 

O episódio especial Um Conto de Inverno, que a Netflix lançou na última sexta-feira (14/12), é uma aventura isolada, mas também uma ponte entre a primeira e segunda parte da série. Ligando pontas soltas, esclarecendo algumas dúvidas e estabelecendo as relações para o retorno da série em abril de 2019.

Enquanto todos se preparam para as festas, Sabrina (Kiernan Shipka) aproveita a data sobrenaturalmente ativa para tentar a resgatar sua mãe do limbo. Susie (Laclan Watson) finalmente consegue o emprego temporário que sempre quis, mas Ros (Jaz Sinclair) pressente algo de errado. Tia Zelda (Miranda Otto) precisa decidir o que fazer com o bebê que resgatou de Father Blackwood (Richard Coyle). E claro, criaturas sobrenaturais  vem complicar tudo um pouco mais.

Diferente do que muitos possam ter imaginado, Um Conto de Inverno, não foca nas festividades de solstício e sua relação com o Natal cristão, já que a religião das bruxas é uma espécie de anti-cristianismo. As celebrações servem de pano de fundo para mostrar como estes personagens estão após os eventos da temporada anterior.

Sabrina, Susie e Ros se esforçam para compreender as novas condições de sua amizade. Já Harvey (Ross Lynch), parece mais traumatizado com as descobertas. A família Spellman tenta proteger seu novo membro, especialmente Zelda. Enquanto a protagonista, continua causando confusão por causa de sua curiosidade e vontade de ajudar. Mostrando que a série pretende manter a vida dupla da "mestiça" apesar desta ter assinado o livro das trevas.

O episódio também aponta os rumos que a série deve tomar, ao mostrar novas criaturas e sua propensão em atacar Greendale. Além de trazer flashbacks da infância de Sabrina, onde a versão mirim da bruxa é vivda por Mackena Grace. A contratação da requisitada atriz mirim (ela está, I, Tonya, A Maldição da Residência Hill, Capitã Marvel, Young Sheldon e Fuller House, apenas para citar os mais famosos), nos faz imaginar que veremos mais cenas do passado da protagonista. A promessa é de expandir o universo, explorar as relações entre os personagens, e sua reação a estes desafios.

A parte técnica mantém a qualidade dos episódios anteriores, com uma fotografia e direção de arte caprichadas que estabelecem o tom sombrio do mundo de Sabrina. O roteiro desta aventura em particular conta com algumas conveniências que podem incomodar alguns, em especial com relação à trama da mãe de Sabrina. Mas, ao menos parece encerrar esta ponta solta em particular.

Um Conto de Inverno, é divertido e aposta em seus personagens para manter o interesse do público. Além de preparar o terreno para o que está por vir. Um gostinho extra, e muito bem vindo, deste universo que já coleciona fãs. 

O episódio especial tem cerca de uma hora e já está disponível na Netflix.

Confira a crítica da primeira temporada de O Mundo Sombrio de Sabrina.

Nenhum comentário:

Post Top Ad